28.10.17

Arouca & Vale de Cambra

O dia de hoje foi quase todo passado em Arouca e Vale de Cambra.

De manhã, bem cedo, fui com a Lila para Arouca, onde está a decorrer a edição de 2017 do Festival da Castanha. O objetivo não foi ir às castanhas, mas sim participar numa atividade formativa promovida pelo Arouca Geopark com o apoio do Centro de Formação que dirijo. Foi um evento que levou a manhã toda e que foi extremamente interessante ... 

Ao princípio da tarde, foi tempo de almoçar. Foi no Restaurante Pedagógico da Escola Secundária de Arouca, nestes dias transferido para a Adega do Mosteiro, que nos deliciámos com comidas, elaboradas pelos Alunos e Formadores dos Curso Profissional de Hotelaria e Restauração da Escola, com base na castanha.

Para a digestão ser completa, nada melhor que uma volta pela Avenida 25 de Abril, local principal do Festival, com uma passagem pela Capela e Museu da Santa Casa da Misericórdia de Arouca, na Praça Brandão Vasconcelos.

No regresso a casa, uma paragem em Vale de Cambra, no Parque da Cidade para uma caminhada em ritmo de passeio, pelos vários trilhos que o cruzam ...

Património Geológico como Recurso Educativo

Formador, Professor José Brilha, Universidade do Minho

Prova dos Sabores de Outono, Geofood

Pormenor da Montra ganhadora do Concurso de Montras do Festival da Castanha

Tarte de Cogumelos ... Sabores de Outono. Restaurante Pedagogico da Escola Secundária de Arouca

Formiga ...

Cogumelos ...

Convento de Arou

Parque Dr. Eduardo Coelho, Parque da Cidade de Vale de Cambra

Outonalidades no Parque ...

Ao alto!

Sombras ...




Amanhã, muda a hora ...

Mais logo, quando forem duas horas, os relógios vão ser atrasados para a uma. Porquê? Porque o dia 29 de outubro de 2017 é o último domingo do mês e é o dia que se convencionou para o regresso à Hora de Inverno.

A mudança da Hora, que acontece em outubro, com a entrada em vigor da Hora de Inverno e em março com a Hora de Verão, é um acontecimento com mais de 100 anos, pois foi em 1916, em plena I Guerra Mundial, que essa alternância foi instituída efetivamente.

Diz-se que a adoção de diferentes horas no inverno e no verão tinha e tem fins de poupança. Será? Há estudos que o confirma, mas também os há que o nega ... Certo, certo é que na próxima madrugada, os relógios vão ser atrasados ... Às duas da manhã, vamos voltar à uma, afinal a hora que está mais próxima do movimento diário do Sol ...

27.10.17

Outra vez, Lisboa!

Pois é ... em menos de um mês duas deslocações a Lisboa por motivos profissionais. Ontem, foi um Encontro de formação para Diretores de Centros de Formação e de Agrupamentos e Escolas não Agrupadas. O tema foi a Formação Contínua ...

Desta vez, fui até à Cidade Universitária, à Torre do Tombo, um belo edifício que guarda a Memória dum Povo! Fui e vim de comboio. Da estação de Aveiro, para onde fui e vim de carro, até Santa Apolónia e regresso ...

Estação de Aveiro, cerca das seis da manhã ...

Gare do Oriente. Aproveitando o tempo, que a Leitura urge!

Santa Apolónia. Museu Militar.

Torre do Tombo, edifício datado de 1990

Na abertura do Encontro no Auditório da Torre do Tombo

Uma das técnicas da Direção Geral da Administração Escolar, entidade organizadora do evento ...

Uma das comunicações

Hora de regresso. Alfa Pendular ...

24.10.17

O que estou a ler ...

Comecei hoje a ler o "Dicionário do Diabo", sim há um livro que tem por título esse mesmo! "Dicionário do Diabo". Com este título e sem conhecer o conteúdo, o que podemos pensar?

- Mas os termos satânicos, estão escritos num Dicionário?

Não, não é bem assim. É antes um livro com muito humor, escrito por Ambrose Bierce, um autor norte americano dos finais do século XIX e inicio do século XX. A edição portuguesa traduzida por Rui Lopes, tem um prólogo de Pedro Mexia, que diz no Prólogo "O que significa Dicionário do Diabo? É um dicionário escrito do ponto de vista do Diabo? Ou do ponto de vista de um autor tido como diabólico? Ou diabólico é o espírito que anima este Dicionário? Todas as leituras são possíveis."

Bom, como é que cheguei a este livro?

Na verdade cheguei a ele porque me foi mostrado. A mim e a todos quantos participamos no Workkshop de Escrita Criativa, que o Centro de Formação que dirijo e a AJUDARIS coorganizaram na manhã do passado sábado. O Formador, Rui Ramos, deu-nos para  as mãos e para ler em voz alta, como exemplo de Escrita Criativa.
Reconheço que sou ignorante * a propósito do autor.. Na Wikipedia, encontrei este texto:

" Ambrose Gwinnett Bierce (Condado de Meigs, Ohio, 24 de junho de 1842 — após 26 de dezembro de 1913) foi um crítico satírico, escritor e jornalista estadunidense, particularmente conhecido pela sua obra O Dicionário do Diabo.
Definia que "sozinho" era estar em "má companhia". Bierce fez do cinismo, misturado ao humor negro, sua marca registrada. Família, nação, raça humana: nada escapava de suas estocadas, até hoje repetidas nos Estados Unidos.
Contista excelente, suas obras são constantes em qualquer antologia de contos americanos. Aos 71 anos, Bierce seguiu em viagem para o México e desapareceu sem deixar rastros. A teoria mais popular diz que ele foi fuzilado pelos revolucionários do exército de Pancho Villa.
O local e a data de sua morte são incertos, sendo que teria falecido provavelmente dezembro de 1913 ou 1914, presumidamente no México."

Ignorante *

IGNORANTE, n, Uma pessoa que desconhece certas coisas que nos são familiares, conhecendo outras coisas das quais nunca ouvimos falar.
In: DICIONÁRIO DO DIABO

23.10.17

Um dia para a História!

O dia de hoje, vai ficar na História do Concelho de Oliveira de Azeméis. Pela primeira vez, depois do início do Poder Autárquico Democrático em 1976, tomou posse um Executivo Municipal e uma Assembleia Municipal com uma cor política partidária diferente.

Na sequência das Eleições Autárquicas de 1 de outubro, que o Partido Socialista ganhou, foram hoje empossados como Presidente da Câmara, o Joaquim Jorge e como Presidente da Assembleia Municipal, a Helena Santos

Foi num Cineteatro Caracas.completamente a abarrotar que se deu a cerimónia de tomada de posse dos novos autarcas, empossados pelo anterior Presidente da Assembleia Municipal, Jorge Oliveira e Silva.

O Presidente cessante, Isidro Figueiredo, no uso da palavra, pela última vez, enquanto responsável máximo pela Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis

Muita gente! Gente conhecida!

A assinatura do Juramento pelo novo Presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis, Joaquim Jorge

Novos e velhos, foram muitas as centenas de presentes ...

Juramento de Honra da nova Presidente da Assembleia Municipal de Oliveira de Azeméis, Helena Santos

A colega e Amiga, Isabel Barbosa, a fazer o seu Juramento de Honra

22.10.17

Porque hoje é domingo ...

Porque hoje é domingo, tempo de família, foi tempo de ir até Sever do Vouga, almoçar ... Depois do almoço, uma pequenina volta pelo parque do centro da vila ...


Antes de ir almoçar, uma caminhada pela cidade ...

Perfeitamente bem localizada, em pleno Parque da Vila, a Biblioteca Municipal de Sever do Vouga

Leitora a aproveitar o bom tempo ...

O Parque da Vila visto de outro ângulo

21.10.17

Quando o trabalho é bem feito ...

Quando o trabalho é bem feito, os resultados aparecem. É assim, por exemplo no ciclismo de pista, onde, no Campeonato Europeu de Elite,  que estão a decorrer em Berlim, Alemanha, Portugal já soma duas medalhas, uma de bronze, pelo Rui Oliveira e uma de prata, pelo seu irmão gémeo Ivo Oliveira.

Fotografia digitalizada a partir duma imagem descarregada da internet, que ilustra a vitória num Mundial de Juniores e que está autografada pelos dois jovens quando fizeram parte da equipa oliveirense da Liberty Seguros de Sub 23
Estas medalhas não são fruto do acaso. São o resultado de investimentos, quer no campo das instalações, quer nos recursos humanos.

Portugal, só muito recentemente é que possui um velódromo moderno, com piso em madeira, distância olímpica, na corda e coberto, o que permite a competição e ainda melhor, o treino, durante todo o ano, independentemente das condições meteorológicas.

Essas instalações, o Velódromo Nacional em Sangalhos, Anadia, permite ainda mais. Permite o estágio quase contínuo, ou msmo contínuo, das jovens promessas que, devidamente enquadradas por treinadores e outros técnicos de apoio, podem tirar de si, todo o seu potencial. É o caso destes dois manos!

Solidariamente, uma manhã de formação

A manhã de hoje foi uma manhã marcada pela AJUDARIS e pela Formação!

Foi o encerramento da edição de 2016, do Projeto "Histórias da AJUDARIS em Oliveira de Azeméis" e o lançamento da nova edição que vai culminar em junho de 2018. 

Para isso foi organizado, com o apoio da associação, um Workshop de Escrita Criativa, com o Formador, Contador de Histórias e Escritor, entre outras coisas, Rui Ramos. Fantástico! Excelentes aprendizagens! O evento foi aberto a docentes de vários níveis de ensino, em especial as Professoras Bibliotecárias, dos concelhos do Centro de Formação AVCOA, mas não só.

Associado ao workshop, que contou com quase 20 participantes, houve ainda uma breve cerimónia de encerramento da edição de 2016 e lançamento da de 2018, com a entrega do valor angariado às duas instituições apoiadas, o Centro de Apoio Familiar Pinto de Carvalho e à Santa Casa da Misericórdia de Oliveira de Azeméis, que estiveram representadas pelo seu Diretor e Provedor, respetivamente, para além de Educadoras que exercem atividade em cada uma delas.

O Cartaz do evento da autoria do Luís Veloso.
Estava prevista uma atividade para a tarde, que foi anulada, devido ao mau tempo verificado ontem ....

Rui Ramos, Formador, Contador de Histórias e Escritor

O meu texto, a propósito ...

... da imagem que me calhou!

Eu, feito Padeiro. A distribuir Pão de Ul, como forma de simbolizar o tema do Projeto de 2018, PATRIMÓNIO!

Eu e a Rosa Vilas Boas na sessão de Encerramento e Lançamento

Com o Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Oliveira de Azeméis e o cheque

Com o Presidente da Direção do Centro de Apoio Familiar Pinto de Carvalho e o cheque

Os participantes na sessão de Encerramento / Lançamento!

20.10.17

Antes do Inferno chegar ...

No passado domingo, eu, a Lila e o pequeno Samuel, fomos almoçar a casa dos Amigos Fernanda. Fernando e Preciosa, a Mira. Foi um almoço tranquilo, como foi tranquila a tarde que teve uma passagem por Carromeu, pela Casa Cor de Rosa. Nada de especial a assinalar.

De regresso à Vila, o Samuel, que andava a jogar à bola, de repente disse-me:

- Olha, Padrinho, que nuvem grande!
Fui ver e vi que era fumo, e fumo intenso. Procurei ver de onde vinha. No exterior da casa, encontrei alguém que também estava a ver e, em conversa com ele, apontei para a Ermida, a localidade mais a sul do concelho. ele disse-me:
- Não, aquilo é lá para os lados da Tocha ...

Por volta das 17:30 despedimo-nos e fomos até à Praia de Mira, com uma paragem no centro da vila, para fazer a localização do Parque Infantil do Jardim do Visconde, para uma APP que tenho no telemóvel, a Playground. Fiz a localização e fiz mais uma fotografias. .. o fumo era mais intenso, mas não pensei, nem por um minuto, que o pior estava para vir ... 

Fomos até à Praia, onde havia gente a sair do areal, como num dia de verão, tal era o calor, que a essa hora, cerca das 6 da tarde, ainda se fazia sentir ... Demos uma pequena volta e regressámos a casa. Eram precisamente 6:29, quando entrei na Autoestrada A17, a caminho de Aveiro. Aparentemente tudo calmo, a não ser uma fila de carros parados na saída para Oiã e Oliveira do Bairro ...

Só na segunda-feira é que tive a noção do que aconteceu depois ... pelo que nos disse a Preciosa, mesmo no centro da vila, a situação foi muito complicada. Horas de muita aflição!

16:12 - Mira, em casa dos Amigos, vista para sul

16:30 - Mira, no exterior da casa, vista para sul
16:41 - Sol vermelho ...

17:39 - Mira, Jardim do Visconde e Biblioteca Municipal

17:42 - Mira, Jardim do Visconde

18:05 - Praia de Mira, Marginal do Mar

18:03 - Praia de Mira, o areal deserto e o céu cinzento ...

18:18 - Barrinha e o fumo ao fundo