28.6.14

Serão de Contos na Biblioteca Municipal Ferreira de Castro

Ontem à noite, fui a um Serão de Contos. Iniciativa do Laboratório das Letras e da Biblioteca Municipal Ferreira de Castro, foi um momento que contou com Contos e Cantos e que a todos Encantou. 

A contar estiveram a Tânia Silva, Contadora profissional e dois elementos da Equipa da Biblioteca, O Carlos Costa e a Sara Pereira. A cantar, esteve a Francisca Marques, que encantou com alguns fados canção.

A apoiar a realização da atividade, havia um espaço "Café da Chica" com café, licores, doces e algo mais ...

O espaço onde era para ter decorrido a atividade ... a frescura do final da tarde, princípio da noite, levou-a para dentro de portas ...

As mesas, com as velas ... um ambiente acolhedor

Tânia Silva, Francisca Marques, Sara Pereira e uma das meninas que deu apoio

A contadora Tânia Silva, que a todos encantou

A Sara Pereira, profissional da BMFC e com muita qualidade como contadora

O Carlos Costa que Contou, Tocou, Cantou e Animou o Serão

Acompanhada à viola pelo Carlos, a Francisca Marques num dos momentos de Fado ...

Mais um conto, na voz da Tânia

Um canto final pelos quatro protagonistas do Serão

27.6.14

Português, 800 anos de história


Passam hoje 800 anos sobre a data em que este documento foi escrito. É o testamento de D. Afonso II e é o primeiro documento escrito integralmente em Português. Por isso este é o dia de celebrar a Língua Portuguesa!

25.6.14

Namoro d'antigamente ...


Ontem, o meu Amigo Luís Pedro, enviou-me, num mail, esta imagem ... hoje, no mural da Amiga Nelinha Barros, no Facebook, estava publicado este poema de Viriato da Cruz, nascido em Angola, em Vila Amboim, no ano de 1928 e falecido em 1973 em Pequim. Muita gente já o ouviu na voz do Sérgio Godinho ...

NAMORO

Mandei-lhe uma carta em papel perfumado
e com a letra bonita eu disse ela tinha
um sorrir luminoso tão quente e gaiato
como o sol de Novembro brincando de artista nas acácias floridas
espalhando diamantes na fímbria do mar
e dando calor ao sumo das mangas.
sua pele macia - era sumaúma...
Sua pele macia, da cor do jambo, cheirando a rosas
tão rijo e tão doce - como o maboque...
Seu seios laranjas - laranjas do Loge
seus dentes... - marfim...
Mandei-lhe uma carta
e ela disse que não.
Mandei-lhe um cartão
que o Maninjo tipografou:
"Por ti sofre o meu coração"
Num canto - SIM, noutro canto - NÃO
E ela o canto do NÃO dobrou.
Mandei-lhe um recado pela Zefa do Sete
pedindo rogando de joelhos no chão
pela Senhora do Cabo, pela Santa Ifigénia,
me desse a ventura do seu namoro...
E ela disse que não.
Levei à avó Chica, quimbanda de fama
a areia da marca que o seu pé deixou
para que fizesse um feitiço forte e seguro
que nela nascesse um amor como o meu...
E o feitiço falhou.
Esperei-a de tarde, à porta da fábrica,
ofertei-lhe um colar e um anel e um broche,
paguei-lhe doces na calçada da Missão,
ficamos num banco do largo da Estátua,
afaguei-lhe as mãos...
falei-lhe de amor... e ela disse que não.
Andei barbado, sujo, e descalço,
como um mona-ngamba.
Procuraram por mim
" - Não viu...(ai, não viu...?) Não viu Benjamim?"
E perdido me deram no morro da Samba.
E para me distrair
levaram-me ao baile do sô Januário
mas ela lá estava num canto a rir
contando o meu caso às moças mais lindas do Bairro Operário
Tocaram uma rumba dancei com ela
e num passo maluco voamos na sala
qual uma estrela riscando o céu!
E a malta gritou: "Aí Benjamim!"
Olhei-a nos olhos - sorriu para mim
pedi-lhe um beijo - e ela disse que sim.

22.6.14

Caminhada Matinal

Ainda perto de casa, encontrei este Caracol ... a aproveitar o bom do Sol ...

... mais à frente, este. Terá sido consequência da chuva de ontem?

Entre a vegetação, as fábricas!

Quase a partir, rumo a Espinho.

Ao chegar perto de casa, encontrei a Mana, vigilante com os seus três filhotes ...

21.6.14

É Verão!


Do sítio do Observatório Astronómico de Lisboa, retirei o seguinte texto:

"Este ano o Solstício de Verão ocorre hoje, dia 21 de Junho às 11 horas 51minutos. Este instante marca o início do Verão no Hemisfério Norte, Estação mais quente do ano. Esta estação prolonga-se por 93,65 dias até ao próximo Equinócio que ocorre no dia 23 de Setembro de 2014 às 03h29min."

Vivamos, pois, o Verão!

20.6.14

Abandonadas ...

 Na cidade não faltam exemplos de abandono ... casas, umas mais majestosas que outras, que já tiveram os seus dias, estão em absoluto estado de abandono ... é pena!



Estes dois exemplares encontram-se no início (ou final) da Rua Dr. António Luís Gomes. Quem desce, ficam do lado direito
Esta, fica bem perto do Hospital. Já foi uma casa altiva ... é pena o estado de degradação

No Calvário. É uma casa modesta, mas nem por isso deixa de merecer uma referência. Mais um caso de abandono

Ainda próxima das duas anteriores ... neste caso, houve o cuidado de tentar proteger as entradas d e estranhos. Ao lado, o antigo edifício do Lar Pinto de Carvalho, desativado desde a construção das novas instalações

19.6.14

Como as coisas mudaram ...

Hoje soube de um sítio, recentemente disponibilizado pelo Ministério da Educação e Ciência que permite a quem se quiser candidatar ao Ensino Superior, saber sobre algumas caraterísticas dos cursos disponíveis, quer no Ensino Público, quer no Privado.

Fui ver ... e fui até à Universidade de Coimbra, à Faculdade de Letras e ao Curso de Geografia. Que diferenças entre aquilo que era o panorama em 1980 / 1981, quando me matriculei e o que é hoje ... por exemplo, a divisão por género ... no meu tempo, cerca de 75 % dos alunos eram mulheres, agora são menos de 40 %. Porque será?



18.6.14

Uma quarta-feira diferente ...

O dia de hoje, foi um dia diferente. Como a Lila esteve de folga, meti um dia de férias e fomos até à Praia. De manhã na Torreira, da parte de tarde na Praia dos Marretas. Pena é o tempo não ter "colaborado ..."

Uma das primeiras coisas que fizemos foi o café. Foi num bar de praia. Por acaso não muito agradável. Não pelo café, não pelo atendimento, mas sim pelo ambiente ... muitos espanta-espíritos, digo mais, demasiados espanta-espíritos e uma cacofonia pouco tragável ..


Uma varanda, duas bandeiras. Vi outras situações ... neste caso, por quem torcerão no póximo domingo?

 Na ria, três bateiras, perfeitamente alinhadas. Como é que o terão conseguido?

A capela de S. Paio, Festa maior da Torreira no início de setembro ...  é um caso muito curioso. Uma simples romaria, que vem de tempos imemoriais e que atrai multidões, sobretudo jovens, muitos jovens ... será pela tradição da bebida?

Depois de uma volta a pé pela Vila, da Praia descida até à Ria, caminhada pela marginal da Ria e subida em direção à Praia, com o fecho pela marginal da Praia, a continuação da caminhada, agora pelo areal em direção a norte.

Uma curiosa forma de empurrar o barco da Arte de Xávega para o mar. A outra extremidade desta vara, estava na pá do trator que um pouco mais tarde empurrou o barco em direção ao mar.

A segurança dos veraneantes está assegurada pelos Nadadores Salvadores do Instituto de Socorros a Náufragos, este ano apoiados por uma pickup da marca Wolksvagen.

Ao longe, uma utente da praia. Nesse momento o Sol brilhava, daí o tom bronzeado da banhista ...

Tudo o que é pequenino tem graça. Neste caso a canita. Segundo informação dada pela dona, tem cerca de um mês ... cuidado se não ainda lhe põem a  mão ...

Um nome mítico, que faz parte das minhas memórias. Conta a minha família que no início dos anos 60, quando vivemos na Torreira, eu queixava-me de fome. Uma fome muito especial. Dos chocolates do Ramboia, que os colegas do meu pai me ofereciam ...

Já na Praia dos Marretas (ou do Marreta, não sei bem) o descanso da Guerreira...
A minha leitura de hoje. O Autosport. Penso que não comprei o número 1, mas a partir do número 2 e durante muitos anos, era um jornal de compra semanal ... hoje comprei-o por um motivo muito especial. No próximo fim de semana disputa-se o Circuito de Vila Real, circuito que tive o prazer de assistir em 1988, quando aí trabalhei. Aquela curva à saída da ponte!

Enquanto uns escolhiam o peixe acabado de pescar, um deles preparava as redes para um novo lanço de pesca. É assim o dia a dia de quem se dedica à pesca costeira com a Arte de Xávega.

Já não interessa para os pescadores, as gaivotas ainda não lhe podem tocar. Então é de aproveitar! Uma petinga e uns jaquinzinhos, vão dar uma bela refeição ...

O acesso à Praia dos Marretas, Lá ao fundo, sobre o lado esquerdo, uma autocaravana curiosa. Montada sobre um 4 X 4. Do lado direito uma Pão de Forma. Desabafo da Lila quando ela se cruzou connosco "E eu que pensava que pertencia a uns jovens e afinal é um velho!"

15.6.14

XVIII Encontro de Estátuas Vivas

Por sugestão da Lila, um pouco da tarde de hoje foi passada em Espinho. Na praia, também, mas sobretudo na cidade a assistir às Esculturas Vivas que foram concorrentes ao XVIII Encontro Internacional. Foram 41 as Estátuas concorrentes, mais 5 extra concurso. Gostei do que vi!

Ghandi!

O tanoeiro, ofício típico na região ...

O Homem de Pedra?

Free Style Motocross ...

CR 7

A Lila e o António (irmão do nosso afilhado Samuel, que hoje ficou por casa ...)

Uma verdadeira multidão ...

Levitação?

Ops! Lá se vai a cabeça ...

Uma forma diferente de mostrar a estátua ...